Crianças desnutridas e pessoas imunodeprimidas podem ter complicações pela doença

Quando não controladas, as doenças transmissíveis podem ser devastadoras para quem vive na pobreza e para os socialmente excluídos e marginalizados, afirma Tedros A. Ghebreyesus, diretor-geral da OMS (Organização Mundial da Saúde).

Uma dessas doenças é o sarampo, que vem apresentando surtos em países das Américas. No ano passado, foram notificados 727 casos na Venezuela, 120 nos Estados Unidos e 45 no Canadá. Neste ano, até março, foram confirmados 159 casos na Venezuela, 14 no Brasil e 13 nos Estados Unidos.

O sarampo é provocado por um vírus e afeta principalmente crianças. Sua transmissão é através de gotas do líquido do nariz, boca ou faringe de indivíduo infectado. Os primeiros sintomas surgem de 8 a 12 dias após a contaminação. São eles febre alta, corrimento nasal e vermelhidão na face e pescoço, inicialmente, e depois pelo corpo.

Pessoas resistentes recuperam-se em duas a três semanas, mas crianças desnutridas e pacientes imunodeprimidos podem apresentar graves complicações como pneumonia e encefalite.

Não há tratamento para o sarampo, mas podem ser usados remédios para os sintomas. Por isso a OMS destaca a proteção que a vacina dá contra o sarampo.

Fonte: Abrafarma

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here