A resolução RDC nº 67/2007, item 7.5.1.3 do Anexo I, preconiza testes físico-químicos e microbiológicos para o monitoramento da qualidade da água de abastecimento. A farmácia deve definir especificações de parâmetros para esses ensaios com embasamento na legislação vigente.

É importante ficar atento à referência ao definir as especificações, pois no dia 3 de outubro de 2017 foi publicada a Portaria de Consolidação nº 5, de 28 de setembro de 2017 (ANEXO XX), cujo Art. 864, inciso CXXXIII de fato revogou a Portaria nº 2914/2011 (DOU nº 190).

A consolidação (Portaria nº 5/2017 – ANEXO XX) manteve o texto e os parâmetros estipulados na Portaria nº 2.914/14 na íntegra, a qual dispunha sobre os procedimentos de controle e de vigilância da qualidade da água para consumo humano e seu padrão de potabilidade. Entretanto, é importante revisar e atualizar essa referência em seus documentos internos (procedimentos operacionais), alterando a referência.

Confira a publicação aqui

Você pode conferir informes e normas relacionadas a esse tema em: www.anfarmag.org.br > Área do Associado > Informes > Informes técnicos e  Área Legal > Buscas & Pesquisas > Legislação > Portaria.

Dúvidas?

Fale com o Serviço de Atendimento ao Associado:

Fonte: Anfarmag

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here