CRF-CE NOTA EXPLICATIVA SOBRE A CAMPANHA SINAL VERMELHO

NOTA EXPLICATIVA SOBRE A CAMPANHA SINAL VERMELHO

A Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) e o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) uniram forças para lançar, nesta 4ª feira (10/6), a campanha Sinal Vermelho contra a violência doméstica. O Conselho Federal de Farmácia aderiu a campanha, sendo um dos seus apoiadores.

Mais de 10.000 farmácias e drogarias no Brasil já aderiram a Campanha Sinal Vermelho e serão locais de apoio para mulheres e crianças que sofrem violência domestica. Os casos de violência doméstica aumentaram em comparação à 2019. A vítima, em muitos casos, não tem como sair dessa situação, pois várias são as situações que impedem a denúncia, como vergonhaou temor de seu agressor ou ainda medo de morrer. Por isso, a Campanha tem o objetivo de estimular as denúncias, onde a vítima, no momento do atendimento com o farmacêutico ou atendente da farmácia, poderá expor, através do uso de um “X” na palma da mão, que se encontra neste tipo de situação, para então poder receber auxílio necessário.

Após a denúncia, o farmacêutico segue um protocolo para acolher a vítima e chamar a polícia. Farmacêuticos e atendentes não serão conduzidos à delegacia e nem, necessariamente, chamados a testemunhar. Mais informações estão disponíveis em uma cartilha disponível nesse link – https://bit.ly/3fezgXL. 

Para aderir a campanha e participar,  o responsável pela farmácia ou drogaria deve preencher o termo de adesão (https://bit.ly/2MPcGsc) e após assinado,  enviar para o e-mail: sinalvermelho@amb.com.br,  ou WhatsApp,  para o número (+5561) 9865-4974.

Embora a participação na Campanha seja totalmente voluntária, é importante salientar que a função da farmácia e de seu maior protagonista, o farmacêutico, é fundamental para que os casos de violência sejam notificados. O farmacêutico é um dos profissionais de saúde mais confiáveis e se reveste de grande importância na comunidade em que está inserido, sendo também a farmácia um local estratégico para que essas mulheres e crianças possam ter o sentimento de segurança em um possível momento de desespero que estejam enfrentando.

No Twitter (@sinalvermelho), no Instagram (@campanhasinalvermelho), no Facebook (@campanhasinalvermelho) e com o uso da hashtag #sinalvermelho.

CONSELHO REGIONAL DE FARMÁCIA DO CEARÁ

Clique aqui para fazer o download da nota técnica

%d blogueiros gostam disto: